Carregando...

DISCIPLINA Listagem de Ementa/Programa

MÍDIA E POLÍTICADISCIPLINA 385883

VER OFERTA

ÓrgãoIPOL Instituto de Ciência Política
Código385883
DenominaçãoMídia e Política
NívelMestrado
Início da Vigência em1996/1
Pré-requisitosDisciplina sem pré-requisitos
EmentaInício da Vigência em 2012/2

A partir da constatação da centralidade dos meios de comunicação de massa nas sociedades contemporâneas, a disciplina se propõe discutir sua influência nos processos congnitivos e políticos, em especial nas democracias eleitorais. Para tanto, divide-se em duas partes. Na primeira, são trabalhados os conceitos de discurso, poder e ideologia. Esta parte realiza uma reflexão teórico-conceitual que permite a construção.

ProgramaInício da Vigência em 2012/2

I-Discurso e poder- aspectos teórico-conceituais

Apresentação e discussão do programa: Introdução aos estudos de Hannah Arendt e sua relação com a política e a propaganda.
Política, discurso e poder em H. Arendt .
Política, discurso e poder em H. Arendt (II).
Conceitos trabalhados e hipóteses sobre meios de comunicação e política nas sociedades contemporâneas.
Discurso, ideologia e etica do cinismo- critica à noção de isenção I.
Discurso, ideologia e sentido - critica a noção de isenção II.
Verdade e poder - critica à noção de isenção III.
Jornalistas e jornalismo: (a) disciplinamento e produção da noticia ; (b) o jornalismo e os limites para o novo nas news.

II- Mídia e política as sociedades contemporâneas.

Tecnologia e transformação do professor comunicativo. A mídia e as transformações do mundo social. Transformações do discurso político.
Trasnformações do comportamento politico. A formação da agenda publica. A hipótese do agenda-setting. A busca do "fato político". Pseudo-eventos. A interação entre o campo político e o campo da mídia.
Estudos de comportamento eleitoral e a influência da mídia. Teorias "hipodérmicas" e "efeitos limitados". Teorias de "efeitos limitados".
Além do agenda-setting. A " espiral do silêncio". O conceito de framing . A mídia e a construção da realidade social.
Meios de comunicação e processos eleitorais. A influência do jornalismo e da programação de entretenimento. Estudo de caso: Brasil.