Carregando...

DISCIPLINA Listagem de Ementa/Programa

ANÁLISE DE POLÍTICAS PÚBLICAS E PROCESSOS DECISÓRIOSDISCIPLINA 385263

VER OFERTA

ÓrgãoIPOL Instituto de Ciência Política
Código385263
DenominaçãoAnálise de Políticas Públicas e Processos Decisórios
NívelMestrado
Início da Vigência em1996/1
Pré-requisitosDisciplina sem pré-requisitos
EmentaInício da Vigência em 2003/1

A disciplina Análise de Políticas Públicas e Processo Decisório será voltada, fundamentalmente, para o estudo de diferentes modelos que examinam o processo de formulação, implementação e avaliação das políticas públicas. Há, portanto, uma
ênfase em modelos conceituais que examinam as políticas públicas e o processo decisório, e não na sua prática. Os alunos interessados em uma abordagem histórica, no estudo de políticas públicas no Brasil ou como fazer políticas públicas, devem
procurar uma outra disciplina.
O eixo estruturador do curso é o pressuposto de que o governo é composto por um conjunto de atores políticos com propósitos bem definidos, dos quais se destaca a sobrevivência política, e que atuam dentro de um determinado contexto organizacional e institucional específico. Há, portanto, uma orientação de caráter neo-institucionalista no curso, voltada muito mais para a análise do fenômeno político, do que para o julgamento desses fenômenos a partir de padrões normativos.

Em vista desta ênfase na teoria, quatro tarefas fundamentais deverão ser cumpridas na análise de cada um dos textos:
1. Definição do problema sendo estudado e a forma concreta como este foi caracterizado pelos autores;
2. Descrição do modelo analítico e avaliação das estratégias utilizadas na operacionalização deste modelo;
3. Análise e interpretação dos resultados;
4. Relevância e utilidade do modelo.

ProgramaInício da Vigência em 2008/1

O curso será dividido em duas partes:
Na primeira parte haverá uma análise de caráter propedêutico, com uma revisão de alguns dos principais modelos utilizados na análise da atuação do Estado no âmbito das políticas públicas.
A segunda parte será centrada no estudo de modelos específicos de políticas públicas.

1. Apresentação do curso e discussão inicial
2. Revisão: A Vertente Pluralista do Estado I
3. Revisão: A Vertente Pluralista do Estado II
4. Revisão: A Vertente Organizacional do Estado
5. Revisão: A Vertente das Classes Sociais e o Estado
6. Dilemas da Atuação do Estado 1 : A Importância do “Metis”
7. Dilemas da Atuação do Estado 2: A Transformação da Governança
8. Perspectiva Paradigmática em Políticas Públicas 1: O Caso da Política Ambiental
9. Perspectiva Paradigmática em Políticas Públicas 2: O Caso da Política Ambiental
10. Perspectiva Paradigmática em Políticas Públicas 3. Redes e Coalizões de Advocacia
11. Primeira Prova
12. Processo Decisório 1: Modelos e Paradoxos
13. Processo Decisório 2: Modelos e Paradoxos
14. Processo Decisório 3: Modelos e Paradoxos
15. Latas de Lixo e Reformas Administrativas
16. O Novo Institucionalismo Revisitado
17. Finanças Públicas no Estado Contemporâneo
18. Segunda Prova

BibliografiaInício da Vigência em 2008/1

Leitura 1
ALFORD, ROBERT e ROBER FRIEDLAND. Powers of Theory: Capitalism, the State and Democracy. Cambridge: University Press, 1992. PARTE 1.

Leitura 2
ALFORD, ROBERT e ROBER FRIEDLAND. Powers of Theory: Capitalism, the State and Democracy. Cambridge: University Press, 1992. PARTE 1/ continuação.

Leitura 3
ALFORD, ROBERT e ROBER FRIEDLAND. Powers of Theory: Capitalism, the State and Democracy. Cambridge: University Press, 1992. PARTE 2.

Leitura 4
ALFORD, ROBERT e ROBER FRIEDLAND. Powers of Theory: Capitalism, the State and Democracy. Cambridge: University Press, 1992. PARTE 3.

Leitura 5
SCOTT, JAMES. Seeing Like a State : How Certain Schemes to Improve the Human Condition Have Failed. New Heaven: Yale University Press, 1999.

Leitura 6
KETTL, DONALD. The Transformation of Governance: Public Administration for Twenty-First Century America, John Hopkins University Press, 2002.

Leitura 7
DRYZEK, JOHN The Politics of the Earth. Oxford: University Press, 1997

Leitura 8
DRYZEK, JOHN The Politics of the Earth. Oxford: University Press, 1997

Leitura 9
SABATIER, Paul e JENKENS-SMITH, Hank. The Advocacy Coalition Framework: An Assessment. In: Theories of the Policy Process. Edited by Paul A Sabatier, New York: Westview Press, 1999.
MCCOOL, DANIEL Public Policy Theories, Models, and Concepts. New Jersey: Prentice Hall, 1995. PARTE1.

Leitura 10
PRIMEIRA PROVA

Leitura 11
ALLISON, GRAHAM e PHILIP ZELIKOW. Essence of Decision: Explaining the Cuban Missile Crisis. SECOND EDITION. New York: Longman, 1999.
BENDOR, Jonathan e HAMMOND, Thomas. Rethinking Allison’s Models. American Political Science Review, 1992, 86, 2, pp.301-322. (*)
Ver o filme 13 Dias que Abalaram o Mundo. Site do filme http://www.thirteen-days.com, (Filme disponível em qualquer locadora de vídeo).

Leitura 12
JONES, BRYAN D. Politics and the Architecture of Choice. Chicago: University Press, 2001
TVERSKY, AMOS e KAHNEMAN, DANIEL. The Framing of Decisions and the Psychology of Choice. Science, vol. 211, 30 January 1981, 453-458. (*)

Ler o material e ver os clipes no site A Invasão do Iraque. Site de referência
http://www.pbs.org/wgbh/pages/frontline/shows/invasion/
Ver o filme Conspiração. Site do filme http://www.hbo.com/films/conspiracy/index.html (Filme disponível na HBO e, provavelmente, em locadoras de vídeo).

Leitura 13
JONES, BRYAN D. Reconceiving Decision Making in Democratic Politics: Attention, Choice and Public Policy. Chicago: University Press, 1994.

Leitura 14
COHEN, Michael, MARCH, James e OLSEN, Johan. A Garbage Can Model of Organizational Choice. Administrative Science Quarterly, 1972, 17, pp. 1-25. (*)
MARCH, James e OLSEN, Johan. Organizing Political Life: What Administrative Reorganization Tells Us About Government.
American Political Science Review, 1983, 77, pp.281-296. (*)
BENDOR, Jonathan, MOE, Terry e SHOTS, Kenneth. Recycling the Garbage Can: An Assessment of the Research Program.
American Political Science Review, 2001, 95, 1, pp.169-190. (*)
OLSEN, Johan. Garbage Cans, New Institutionalism, and the Study of Politics. American Political Science Review, 2001, 95, 1, pp. 191-198. (*)
ZAHARIADIS, Nikolaos. Ambiguity, Time and Multiple Streams. In: Theories of the Policy Process. Edited by Paul A Sabatier, New York: Westview Press, 1999. (*)

Procurar documentos sobre a longa trajetória de sucessos e fracassos das reformas administrativas em países da América Latina, especialmente Brasil. (*)

Leitura 15
NORTH, DOUGLASS. Understanding the Process of Economic Change. Princeton: University Press, 2005.
ESPINO, JOSÉ AYALA. Instituciones y Economia. Mexico: Fondo de Cultura Economica, 1999.
HORN, Murray. The Political Economy of Public Administration. Cambridge: University Press, 1995. cap.1.(*)
MOE, Terry. The New Economics of Organization. American Journal of Political Science. 28, 1984. 739-77. (*)
OSTROM, Elionor. A Behavioral Approach to the Rational Choice Theory of Collective Action Presidencial Address, American Political Science Association, 1997. American Political Science Review, vol. 92, N.1, March 1998. 1-22. (*)
WILLIAMSON, Olivier. The Economics of Organization: The Transaction Cost Approach. American Journal of Sociology, 1981, 87, 3, 548-577.

Leitura 16
WILDAVSKY, Aaron e CAIDEN, Naomi. Planning and Budgeting in Poor Countries. New York: John Wiley & Sons, 1974. (*)
WILDAVSKY, Aaron. Budgeting: A Comparative Theory of the Budget Processes. New Brunswick, Transaction Books, 1986
WILDAVSKY, Aaron, DEMPSTER, M, DAVIS, Otto.. A Theory of the Budgetary Process. American Political Science Review, September 1966, vol LX, N.8, 529-547. (*)
WILDAVSKY, Aaron. A Economia Política de Eficiência, Análise de Custo-Benefício, Análise de Sistemas e Orçamento-Programa. Em Política X Técnica no Planejamento. Eds. Ray Bromley e Eduardo Bustelo. Eds. Brasiliense e UNICEF, 1982. (*)
WILDAVSKY, Aaron. Salvando a Análise de Políticas do Método de Orçamento-Programa. Em Política X Técnica no Planejamento. Eds. Ray Bromley e Eduardo Bustelo. Eds. Brasiliense e UNICEF, 1982. (*)
WILDAVSKY, Aaron. The New Politics of the Budgetary Process. Boston: Little, Brown and Company, 1992.