Carregando...

DISCIPLINA Listagem de Ementa/Programa

ARTE E ARQUITETURADISCIPLINA 356247

VER OFERTA

ÓrgãoFAU Direção da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
Código356247
DenominaçãoArte e Arquitetura
NívelMestrado
Início da Vigência em2018/2
Pré-requisitosDisciplina sem pré-requisitos
EmentaInício da Vigência em 2005/1

Arquitetura como espaço construído e como arte; o caráter utilitário da arquitetura e o caráter não-utilitário do belo; arte estrutural e estrutura em arte; o princípio construtivo e a qualidade artística; diferenciação e similitudes da arquitetura com as demais artes; sistemas das artes e valor cultural; o caráter simbólico na arquitetura, no urbanismo e no paisagismo; axiologia cultural e distribuição de espaços; relações da arquitetura com a escultura, a pintura, o urbanismo, o paisagismo, a jardinagem.

ProgramaInício da Vigência em 2005/1

Justificativa: Há professores de arquitetura que não acreditam que arquitetura seja arte; há muitos arquitetos que não a praticam como arte. Há, porém, diferença entre construir galpões simplórios e grandes obras de arquitetura que funcionam como símbolos nacionais durante milênios. A assim chamada "arte estrutural" pretende constituir a venustas na firmitas, achando que só grandes construções têm "estruturas". Há, no entanto, princípios construtivos em todas as artes. Há princípios e intentos estéticos na elaboração de projetos arquitetônicos, que acabam determinando formas e funções. Exatamente por tais contraposições o problema precisa ser discutido de modo sistemático. Os estudos de arquitetura precisam organizar mais espaços acadêmicos para discutir a sua relação com artes que sempre estiveram e continuarão a estar próximas dela, como a pintura e o paisagismo. Em suma, o sistema das artes precisa ter uma disciplina para ser abordado como tal, com certa relevância para a arquitetura, a arte que abriga as demais artes.

Programa exemplificativo:
1 - Antigüidade clássica
1.1 - Platão: o belo e o universal
1.2 - Aristóteles: teoria mimética
1.3 - Vitrúvio: Os Dez Livros

2. Teoria arquitetônica neoclássica
2.1 - Alberti: A Arte de Construir em Dez Livros
2.2 - Palladio: Os Quatro Livros
2.3 - Campbell: Vitruvius Britannicus

3. Filosofia moderna
3.1 - Descartes: método e certeza
3.2 - Pascal: imagem e conceito
3.3 - Wolff: facultas fingendi

4. Teorias estéticas do século XVIII
4.1 - Baumgarten: Estética Teórica
4.2 - Kant: Crítica do Juízo
4.3 - Fichte: Doutrina da Ciência

5. Teorias alemãs em torno de 1800
5.1. -Schelling: Filosofia da Arte
5.2 - Friedrich Schiller: níveis e funções da arte
5.3 - Jean Paul: Propedêutica da Estética

6. Sistemas estéticos nos inícios do século XIX
6.1 - F. Karl Solger: Curso de Estética e Erwin
6.2 - Schleiermacher: Estética e Sobre o Conceito de Arte
6.3 - Hegel: Estética e Filosofia da Arte

7. Teorias estéticas posteriores do século XIX
7.1 - Schopenhauer: Metafísica do Belo
7.2 - Darwin: A Origem das Espécies
7.3 - Nietzsche: Fragmentos do Espólio

BibliografiaInício da Vigência em 2005/1

Alberti, Leon Battista. On the art of building in ten books, Cambridge, MIT Press, 1988.
Baumgarten, Alexander. Estética, a lógica da arte e do poema, Petrópolis, Editora Vozes, 1993.
Campbell, Colen. Vitruvius Britanicus New York, Dower, 2007.
Kant, Immanuel. Observações sobre o Sentimento do Belo e do Sublime, Campinas, Editora Papirus, 1993.
Palladio, Andrea. The four books on architecture, New York, Dower, 1965.
Perrault, Claude. Ordonnance for the vie kinds of columns after the method of the ancients, Santa Monica, Getty Center, 1993.
Schiller, Friedrich. Kallias ou sobre a beleza, Rio, Jorge Zahar, 2002.
Schiller, Friedrich. Fragmentos sobre as preleções sobre estética, Belo Horizonte, Editora UFMG, 2004
Schlegel, Friedrich. O dialeto dos fragmentos, São Paulo, Ed. Iluminuras, 1997.
Schopenhauer. Metafísica do belo, São Paulo, Ed. Unesp, 2003.
Schmarsow, August. Barock und Rokoko, dasMalerische in der Architektur, Berlin, Gebr. Mann Verlag, 2001.
Vitruvius. The ten books on architecture, New York, Dower, 1960.