Carregando...

DISCIPLINA Listagem de Ementa/Programa

SOCIOLOGIA DO AMBIENTALISMODISCIPLINA 198391

VER OFERTA

ÓrgãoFUP UnB - Faculdade de Planaltina
Código198391
DenominaçãoSociologia do Ambientalismo
NívelGraduação
Vigência2008/2
Pré-requisitos FUP 196002 Introd às Cien Sociais
Ementa

A disciplina “Sociologia do Ambientalismo” aborda a trajetória histórica de formação do pensamento ambiental a partir da instituição da crise ambiental contemporânea em meados dos anos 50 do século XX. A disciplina se estrutura em três grandes blocos temáticos: (a) o contexto histórico da trajetória propriamente dita da formação do movimento e do pensamento ambientalista localizando-a nos marcos tecnológico, cultural, político e literário; (b) as etapas do processo de criação, expansão e consolidação do movimento ambientalista no tecido social com suas características e singularidades enquanto um movimento cultural que provoca amplas mudanças nas instituições sociais, um movimento político de conquista de novos direitos, e um movimento histórico de radical transformação civilizatória; e (c) a auto-reflexividade interna do ambientalismo, discutindo as diferentes categorias de correntes de pensamento filosóficas e político-ideológicas internas que tornam o movimento ambiental plural, sem deixar de discutir o recente fenômeno do movimento anti-ecológico. Dessa forma, o futuro profissional da gestão ambiental terá as condições de compreender os motivos pelos quais o ambientalismo apresenta-se muitas vezes como um movimento contraditório e desarticulado. Poderá ainda compreender e se posicionar enquanto mediador de conflitos sócio ambientais, diante das distintas opções de sustentabilidade para o projeto civilizatório.

Programa

Contexto Histórico e Trajetória de Formação do Ambientalismo:
1.1. Os principais marcos tecnológicos, políticos, literários e culturais e os personagens mais influentes da manifestação da crise ambiental e da formação do movimento e pensamento ambientalista mundial.
1.2. Os principais marcos tecnológicos, políticos, literários e culturais e os personagens mais influentes da manifestação da crise ambiental e da formação do movimento e pensamento ambientalista brasileiro.
2. Características do Ambientalismo:
2.1. As categorias binárias Ecologia x Economia, Sustentabilismo x Desenvolvimentismo.
2.2. As etapas do processo de expansão e consolidação do ambientalismo no tecido social (do ambientalismo bi-setorial ao ambientalismo complexo multi-setorial brasileiro).
2.3. As características do movimento (da denúncia e conscientização pública sobre ecologia e poluição, do preservacionismo ao pós-ambientalismo).
2.4. A natureza do Partido Verde.
2.5. As grandes transformações causadas pelo ambientalismo na contemporaneidade.
2.6. O ambientalismo como movimento cultural de mudanças institucionais, movimento social de conquista de direitos e movimento histórico de transformação civilizatória radical.
2.7. O ambientalismo de resultados e a perda de radicalidade do movimento ambiental
3. Correntes do Pensamento Ambientalista:
3.1. A ecologia profunda e a ecologia superficial.
3.2. As doutrinas de natureza filosófica: antropocentrismo, expansionismo moral, holismo relutante, ecocentrismo.
3.3. O ambientalismo do Norte e do Sul: poluição da riqueza e da pobreza.
3.4. O socioambientalismo, o ecologismo popular e o eco-feminismo.
3.5. As doutrinas de natureza ideológica: eco-capitalismo; eco-socialismo, eco-anarquismo, ecoautoritarismo.
3.6. Categorizações das atitudes políticas do ambientalismo face à crise ambiental.
3.7. O anti-ecologismo.

Bibliografia

Básica:
CMMAD. Nosso Futuro Comum. Rio de Janeiro: Editora da FGV. 1988.
Löwy, M. Ecologia e Socialismo. São Paulo: Cortez. 2005.
McCormick, J. Rumo ao Paraíso. Rio de Janeiro: Relume-Dumará. 1992.