Carregando...

DISCIPLINA Listagem de Ementa/Programa

SOCIEDADE E NATUREZADISCIPLINA 196801

VER OFERTA

ÓrgãoFUP UnB - Faculdade de Planaltina
Código196801
DenominaçãoSociedade e Natureza
NívelGraduação
Vigência2008/2
Pré-requisitosDisciplina sem pré-requisitos
Ementa

Apresenta-se uma contextualização da trajetória histórica da relação estabelecida entre as sociedades humanas e a natureza, inserida inicialmente em uma análise temporal em escala geológica, com ênfase no projeto civilizatório ocidental e suas sucessivas etapas de dessacralização e distanciamento da natureza até os dias atuais em que se evidenciou a eclosão da atual crise ambiental global e se refundou o pensamento sistêmico.
Destaca-se a relativização da posição do ser humano ocupada na biosfera a partir de onde ela é atualmente construída e percebida no Ocidente. Esta abordagem configura-se como um elemento didático fundamental e estruturante para a compreensão contextualizada do rumo empreendido pelo projeto civilizatório moderno, que, por conta da atual crise ambiental planetária e exacerbado grau de antropocentrismo, demanda uma profunda revisão nos valores, paradigmas, instituições e práticas sociais, inclusive na produção do conhecimento e formação profissional para o estabelecimento de uma nova cultura da sustentabilidade.
A disciplina oportuniza uma reflexão da história da idéia da Natureza em uma tentativa interdisciplinar contextualizada em aspectos geológicos, paleontológicos, etológicos, filosóficos, religiosos, psicossociais, culturais, científicos e tecnológicos das mudanças de paradigma, representação social e percepção humana que foram ao mesmo tempo necessários para o estabelecimento da atual condição humana bem como para o grau de intervenção antrópica no ambiente.
O olhar analítico acerca das relações históricas estabelecidas entre as sociedades humanas e a natureza propicia o conhecimento das raízes da atual crise ambiental, por meio das quais se encontram os parâmetros para discernimento do grau do artificialização e tecnificação da natureza atualmente atingidos e o correspondente desafio da mudança ambiental.
A reflexão acerca da edificação do projeto civilizatório ocidental na sua interface com a natureza representa a oportunidade do graduando em gestão ambiental empreender um olhar crítico e distanciado na sua formação acadêmica na área ambiental para localizar-se na sociedade como um sujeito cidadão ciente de suas responsabilidades éticas e profissionais. Esta reflexão também traz como fundamento e abre-se à instauração da ética ecológica.

Programa

1. A linha do tempo na escala geológica?
2. A evolução biológica do ser humano?
3. O desenvolvimento cultural do ser humano
4. A sacralização da natureza?
5. A dessacralização da natureza
5.1. Primeiro passo: o monoteísmo judaico-cristão
5.2. Segundo passo: a filosofia grega pré-socrática
5.3. Terceiro passo: a revolução científica?
5.4. Quarto passo: a revolução industrial
5.5. Quinto passo: a revolução tecnológica
6. O retorno da visão sistêmica
7. Concepções contemporâneas de natureza

Bibliografia

Bibliografia básica:
Brahic, A. et al. A mais bela história da Terra: as origens de nosso planeta e os destinos do homem. Rio de Janeiro: Difel. 2002.?
Ward, P. O fim da evolução: extinções em massa e a preservação da biodiversidade. Rio de Janeiro: Campus. 1997.
Langaney, A. et al. A mais bela história do homem: de como a Terra se tornou humana. Rio de Janeiro: Difel. 2002.?
Leakey, R. A origem da espécie humana. Rio de Janeiro: Rocco. 1995.?
Ramade, F. A agressão humana tradicional. In: Vários Autores. Enciclopédia de Ecologia. São Paulo: EPU. 1979. p. 110-131.
Diamond, J. Colapso: como as sociedades escolhem o fracasso ou o sucesso. Rio de Janeiro: Record. 5a edição. 2007.?
Dorst, J. Antes que a natureza morra: por uma ecologia política. São Paulo: Edgard Blücher. 1973.
_____. A força do ser vivo. São Paulo: Melhoramentos. 1981.
Boff, L. Ecologia, mundialização, espiritualidade.São Paulo: Ática. 1993.?
_____. Ética e eco-espiritualidade.Campinas: Verus. 2003.?
_____. A Opção Terra: a solução para a Terra não cair do Céu. Rio de Janeiro: Record. 2009.?
_____. & Krenak, A. Natureza e Sagrado: a dimensão espiritual da consciência ecológica. In: Unger, N.M. (Org.) Fundamentos Filosóficos do Pensamento Ecológico. São Paulo: Loyola. 1992. p. 75-91.?
Descola, Ph. Ecologia e Cosmologia. In: Castro, E. & Pinton, F. (Orgs.) Faces do Trópico Úmido: conceitos e questões sobre desenvolvimento e meio ambiente. São Paulo e Belém: CEJUP. 1997. p. 243-261.
Eliade, M. O sagrado e o profano.Lisboa: Livros do Brasil. s/d.?McLuhan, T.C. (Comp.) Pés nus sobre a Terra Sagrada.Porto Alegre: L&PM. 1986.?
Scheurmann, E. (Comp.) O Papalagui. Lisboa: Antígona. 1990.
Bingemer, M.C.L. Ecologia e Salvação. In: Vários Autores. Reflexão Cristão sobre o Meio Ambiente.São Paulo: Loyola. 1992. p.77-87.?
Bonder, N. O livro do livro versus o livro da natureza: reflexões sobre ecologia e antropocentrismo. Rio de Janeiro: ISER. 1993.?
Crespo, S. Sincretismo ou ecletismo religioso? Notas para um estudo sobre a espiritualidade ecologista. In: Comunicações do ISER, 45(13): 75-87. 1994.?
Kerber, G. O ecológico e a teologia latino-americana: articulação e desafios. Porto Alegre: Sulina. 2006.?
Moltmann, J. Deus na criação: doutrina ecológica da criação. Petrópolis: Vozes. 1992.?
Soffiati, A. As religiões diante da crise ambiental da atualidade. In: Serrão, M.A. & Almeida, A.P. de (Orgs.) Educação, ambiente e sociedade: idéias e práticas em debate. Serra: CST. 2004. p. 97-118.?
Turner, F. O espírito ocidental contra a natureza: mito, história e as Terras Selvagens. Rio de Janeiro: Campus. 1990.?
Wainer, A.H. O olhar ecológico através do judaísmo. Rio de Janeiro: Imago. 1996.
Bornheim, G.A. Os filósofos pré-socráticos.2a edição. São Paulo: Cultrix. 1972.
Casini, P. As filosofias da natureza.Lisboa: Presença. 1987.?
Gonçalves, M. Filosofia da natureza.Rio de Janeiro: Zahar. 2006.?
Unicamp. Cadernos de História e Filosofia da Ciência: filosofia da crise ecológica. Campinas: Unicamp, Série 3, v.6, n.2, jul.-dez. 1996.
Capra, F. O Tao da física.São Paulo: Cultrix. 1983.
_____. O Ponto de Mutação. São Paulo: Cultrix. s/d.
Gonçalves, C.W.P. Os (des)caminhos do meio ambiente. São Paulo: Contexto. 1989.
_____. O desafio ambiental. Rio de Janeiro: Record. 2004.
Matta, R. da. Impacto da herança cultural brasileira nas atitudes para com a natureza e o meio ambiente. In: Feldman, F. Rio+10 Brasil: uma década de transformações. Rio de Janeiro: ISER/MMA/FBMC. 2002. p. 16-23.?
Merleau-Ponty, M. A Natureza. São Paulo: Martins Fontes. 2006.