Carregando...

DISCIPLINA Listagem de Ementa/Programa

PEDOLOGIA E EDAFOLOGIADISCIPLINA 195987

VER OFERTA

ÓrgãoFUP UnB - Faculdade de Planaltina
Código195987
DenominaçãoPedologia e Edafologia
NívelGraduação
Vigência2008/2
Pré-requisitos IGD 112011 Geologia Geral
Ementa

Conceito de Solo. Origem do Solo. Constituição do solo. Intemperismo e gênese do solo. Os fatores formadores do solo. As propriedades físicas e químicas do solo. Solos do Brasil. Elementos minerais no solo e a vegetação. Mapeamento e perfil pedológico.Tipos de formação de perfis: latossolização, podzolização, calcificação, salinização, gleização. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. O subsistema de decomposição na estrutura e funcionamento dos ecossistemas. Relação entre a estrutura do húmus e a decomposição da matéria orgânica. Relações vegetação-solo nos ecossistemas florestais. Biologia dos solos. Dinâmica de decomposição da matéria orgânica e reciclagem dos nutrientes. Heterogeneidade espaço-temporal do subsistema de decomposição. Papel dos microrganismos e da mesofauna. Estrutura e função da fauna edáfica: diversidade espaço-temporal da fauna do solo. Fertilidade do Solo. Irrigação e drenagem. Avaliação de aptidão agrícola.Fatores e características da erosão do solo. Desmatamento, compactação e poluição do Solo. A conservação e fertilidade em solos tropicais. Mapeamento, Manejo e Gestão Ambiental dos solos.

Programa

1. Histórico da Pedologia; Conceito de solo; Origem do solo e constituição dos solos; ImportâncianaGestãoAmbiental.
2. Intemperismo e gênese do solo. Osfatoresformadores do solo. As propriedadesfísicas e químicas do solo. Elementosminerais no solo e a vegetação.
3. Processosformadores dos solos: latossolização, podzolização, calcificação, salinização, gleização.
4. SistemaBrasileiro de Classificação de Solos e a GestãoAmbiental.
5. Subsistema de decomposiçãonaestrutura e funcionamento dos ecossistemasRelação entre a estrutura do húmus e a decomposição da matériaorgânica; Relaçõesvegetação-solo nosecossistemas e biomas.
6. Biologia dos solos. Dinâmica de decomposição da matériaorgânica e reciclagem dos nutrientes. Heterogeneidadeespaço-temporal do subsistema de decomposição. Papel dos microrganismos e da mesofauna. Estrutura e função da fauna edáfica: diversidadeespaço-temporal da fauna do solo.
7. Mapeamento e perfilpedológico; Georreferenciamento e Diagnóstico de Uso e Ocupação dos Solos (solos de Reserva Legal, Reserva Permanente e Agricultáveis;
8. Utilização de mapas (geológicos e pedológicos) e GPS; Utilização dos amostrador de solos tipoholandês e caneca.
9. Fertilidade do Solo; Irrigação e drenagem?
10. Avaliação de aptidãoagrícola?
11. Fatores e características da erosão do solo. Desmatamento, compactação e poluição do Solo.?
12. A conservação e fertilidadeem solos tropicais.?
13. Mapeamento, Manejo e GestãoAmbiental?
14. Técnicasparaelaboração do relatório de GestãoAmbiental dos solos identificadosem campo e GestãoAmbiental dos solos
15. Prática de Biologia dos solos

Bibliografia

Bibliografia básica:
BRADY, N.C. Natureza e Propriedades dos Solos.FreitasBastos, SP, 1989?
RESENDE et al. Pedologia: base paradistinção de ambientes. MG NEPUT, MG, 1997.
CAMARGO, M. N.; KLAMT, E. & KAUFFMANN, J. H. Classificação de solos usadaemlevantamentospedológicos no Brasil. BoletimInformativo da Soc. Bras.deCiência do Solo, Campinas, v. 12, p. 11-33, 1987.?
EMBRAPA. SistemaBrasileiro de Classificação de Solos. Embrapa Solos, RJ, 1999.

Bibliografia Complementar:
BRASIL. Relatórios e mapas de levantamentos de solos.
BRASIL. Relatórios e mapaspeloprojeto RADAM.?
BUOL, S. W.; HOLE, F. D. E McGRACKEN, R. J. Soil genesis and classification, Ames, lowa State University Press, 1973, p. 3-9.
CLINE, M. G. Basic Principles of Classification.Soil Sci. v. 67, p. 81-91, 1949.
DIXON, J. B. & WEED, S. B. Minerals in soil environments. 2nd edition. Madison, Soil Science Society of America. 1989. 1244p.?
BLAC, C. A. Crop yelds in relation to water supply and soil fertility?
BOARETTO, A. E.; CRUZ, A. P. de & LUZ, P. H. C. de.Adubolíquido: Produção e uso no Brasil. Campinas, Sp. Fundação Cargill, 1991. 100p