Carregando...

DISCIPLINA Listagem de Ementa/Programa

EDUCACAO A DISTANCIADISCIPLINA 192562

VER OFERTA

ÓrgãoMTC Departamento de Métodos e Técnicas
Código192562
DenominaçãoEDUCACAO A DISTANCIA
NívelGraduação
Vigência1971/2
Pré-requisitosDisciplina sem pré-requisitos
Ementa

Educação a Distância: conceitos, evolução histórica, características, componentes básicos de um sistema de EAD, a mediação pedagógica, a comunicação em EAD e as tecnologias de informação e comunicação, Tic, a era da aprendizagem on line: a Interatividade; e a questão da pesquisa avaliativa em EAD.

Programa

A Educação a Distância no Brasil e no mundo: conceitos, objetivos, finalidades e evolução histórica, componente básico.

A Educação a Distância sem distanciamento da Educação: a importância do planejamento das atividades de aprendizagem e ensino, da relação professor aluno, da motivação e efetividade na EAD, do papel do tutor e da aprendizagem construtivista em ambientes on line, a comunicação em EAD, as tecnologias de comunicação e informação, a interatividade e a mediação pedagógica.
Pesquisa, acompanhamento e avaliação em EAD.
Possibilidades e Limites: desafios para navegar no Século XXI.
Relatos e Experiências.
Apresentação do Trabalho final da Disciplina

No processo de avaliação serão considerados às dimensões de participação individual e em grupo, bem como a freqüência às aulas, de acordo com os critérios, menções, freqüência mínima e normas exigidas para aprovação constantes do regimento da Faculdade de Educação/ FE, da Universidade de Brasília/UNB.

Bibliografia

ANDRADE, A. A. M. D. Novas tecnologias? Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro: ABT, V. 22, N. 113/114, P.20-22, jul. /out. 1993.
ARETIO, L. G. Para uma definição de educação à distância. Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro: ABT, v.16, n. 78/79, p,56-61, set./dez. 1987.
ARMENGOL, M. C. Universidad sin clases: educación a distancia en América Latina, Biblioteca de Cultura Pedagógica. Venezuela, OEA, UNA:1987.
BLANDIN, B. Formateurs Formation Multimedia, in Les Editions d'Organisation. Paris: 1990.
BARBOSA, R. M. Ambientes Virtuais de Aprendizagem. Artmed, Porto Alegre: 2005.
BARRETO, R.G. As novas tecnologias e implicações na formação do leitor. In: Marildes Marinho, Ler e navegar: espaços e percursos da leitura. Campinas (SP): Mercado de Letras/ Associação de Leitura do Brasil, 2001.
BELLONI, M, L. A. A formação na sociedade do espetáculo, São Paulo: Edições Loyola, 2002.
Educação à distância. Campinas, SP: Autores associados, p.3-7. 1999 p.3-7.
BORDENAVE, J. E. D. Teleeducação ou educação à distância: fundamentos e métodos.
Rio de Janeiro: Ed. Vozes, 1987.
Pode a educação a distância ajudar a resolver os problemas educacionais do Brasil?
Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro: ABT, v.17, n. 80/91, p.31 - 36, jul. /dez. 1988.
BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto, mec. Plano decenal de educação para todos. Brasília, 1993.
CARMO, H. Ensino Superior a Distância. Vols. I e II. Lisboa: Universidade Aberta, 1997.
A Educação Intercultural de Professora: a experiência da Universidade Aberta. Trabalho apresentado no XIX FIPLP, Recife: 1997.
CORREA, J. Educação a Distância. Artmed. Porto Alegre: 2008.
COUTINHO, M. A internet como ferramenta de ensino. Linhas Críticas, v.6, n.10, 2000.
DELORS, J. Educação: um tesouro a descobrir. Porto: Edições ASA, 1996.
DEMO, P. Conhecimento e aprendizagem na nova mídia/ Pedro Demo. Brasília: Editora Plano, pg.56,2001.
DRUCKER, P. F. Post-Capitalism Society. New York: Harper Collins. Traduzido para o Português como Sociedade Pós-Capitalista. São Paulo: Pioneira, 2003.
DURAN, David; VIDAL, V. Tutoria Aprendizagem entre iguais. Artmed. Porto Alegre:2007.
FAGUNDES, L. C. Educação a Distância e as Novas Tecnologias. Revista Tecnologia Educacional, vol. 25, no. 132/133, 20-23. 1996.
FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia, Saberes necessários à prática educativa.
Paz e Terra, 8ª.Ed., São Paulo, 1998.
Globalização ética e solidariedade. Desafios da globalização/ organizadores Ladislau Dowbor, Octavio Ianni, Paulo Edgar A. Rezende - Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.
FREITAS, K. Siqueira de Importância da teleeducação na capacitação de professores. Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro: ABT, V. 22, n.123/124, p. 42-6, mar. /jun. 1995.
GENTILI, P. Neoliberalismo e educação: manual do usuário. SILVA, T. T.
GENTILI, P. Escola SA: quem ganha e quem perde no mercado educacional do neoliberalismo. Brasília: CNT, P. 949. 1996.
GUADAMUZ, L. Tecnologias interativas no ensino à distância. Tecnologia Educacional. Rio de janeiro: ABT, nov, dez. 1997.
GUEVARA, A. J. H; Rosini, A. M. Tecnologias Emergentes: Organizações e Educação: São Paulo, 2008.
JONASSEN, D. H. Using Mindotools to Develop Critical Thinking and Foster Collaboration in Schools. Ins. David H. J. Computers in the Classroom: Mind tools for Critical Thinking. Englewood Cliffs, NJ: Prentice Hall, 1996.
KENSKI, V.M. Tecnologias e ensino presencial e a distância. Capinas, SP: Papiros, 2003.
KERR, C. The uses of the university. Cambridge, Mass, Harvard and University Press, 130 p.
1999.
KEEGAN, D. Y. On Defining Distance Education, Distance Education. V. 1, (1), p. 13-36, 1980. TRINDADE, A. R. Fundamentos da Educação à Distância. Panorama Conceitual da Educação e do Treinamento à Distância. Tradução por: José Geraldo Campos Trindade, Brasília, UNB, mar., 1997 56 p.
KEEGAN, D. Y. On Defining Distance Education, "Distance Education". V. 1, (1), p. 13-36, 1980. In: TRINDADE, Armando Rocha. Fundamentos da Educação à Distância. Panorama Conceitual da Educação e do Treinamento à Distância. Tradução por: José Geraldo Campos Trindade, Brasília: UNB, mar., 1997. 56p, (mimeo).
LEITE, L. S. S. A educação à distância capacitando professores: em busca de novos espaços para a aprendizagem. http://www.intelecto.net/ead/ligia-cris.htm. 1998.
LEVY, P. O que é virtual? Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.
LIMA, E.D. R. Possibilidades e Limites da Educação a Distância: Um salto para o futuro no Distrito Federal. Universidade Católica de Brasília, UCB, Brasília: Dissertação de Mestrado, 1997.
LOBO, N. F. J. S. Educação à distância e novas tecnologias. Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro: ABT, V. 22, n. 123/124, p. 13-16, mar. /jun. 1995.
LOPES, M. J. La educación a distancia no Futuro. I Congresso Galego de Ensiñanza a Distancia. Madri: 24/25 set. 1992.
MATA, M.L. Educação à distância e novas tecnologias um olhar crítico. Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro: ABT, V. 22, n. 123/124, p. 8-12, mar. /jun. 1995.
MORAES, D. 1954, O concreto e o virtual: mídia, cultura e tecnologia/ Denis de Moraes. Rio de Janeiro: DP7&A, 2001.
MORAN, J.M. Mudanças na comunidade pessoal. São Paulo: Paulinas, 1998.
No Workshop Internacional sobre Educação Virtual, Universidade de Estadual do Ceará.
Novos caminhos no Ensino à Distância. In: Informe CEAD Centro de Educação a Distância. SENAI, Rio de Janeiro: Ano 1, nº 5, out/nov/dez, 1994.
Observação da interação professor-aluno: uma revisão crítica. Cadernos de Pesquisa. São Paulo: n. 12, p. 19-27, mar. 1975.
MORAN, J. M. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus, 2000.
MOORE, M; KEARSLEY, G. Educação a Distância Uma visão Integrada. São Paulo: 2008.
MORIN, E. Sete saberes necessários à educação do futuro. 4ª ed, SP.Cortez Brasília, DF: UNESCO, 2000.
NAISBITT, J; ABURDENE, P. (1990) Megatrends 2000. New York: Avon Books.
NISKIER, A. Tecnologia educacional: uma visão política.Petrópolis, RJ: Vozes, 1993.
OLIVEIRA, E. G. Educação à distância na transição paradigmática. Campinas, SP: Papirus, 2003.
PASCUAL, J. G. Características da sociedade contemporânea e educação virtual: algumas reflexões. WISE'99, Workshop Internacional sobre Educação Virtual Fortaleza, CE: P. 67, 1999.
PASSARELLI, B. Hipermídia na aprendizagem, Construção de um protótipo interativo: a escravidão no Brasil. Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro: ABT, v. 22, n. 113/114, p. 35-38, jul/out. 1993.
PETERS, O. Didática do ensino a distância. São Leopoldo, RS, Vale do Rio dos Sinos: 2001.
PERRENOUD, P. Novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.
PERRIAULT, J. La communication du savoir à distance. Paris: L'Harmattan, 1996.
PONTES, E. Ambientes virtuais de aprendizagem cooperativa. WISE 99 (Conferência no Workshop Internacional sobre Educação Virtual), Universidade Estadual do Ceará, UNESCO, Governo do Estado do Ceará, Fortaleza: 2000.
PRETI, O. Educação à distância: construindo significados. Cuiabá: NEAD/IE - UFMT: Brasília: Plano, 2000.
RAMOS. Multirreferêncialidade nas ciências e na educação. UFSCar, 1998.
RUGGIERO, S. M. Produción de materiales audiovisuales para sistemas educativos à distância: um planejamento crítico. Revista Iberoamericana de Educación Superior a Distancia, San José: UNED, v.1, n.3, 1989.
SALGADO, S. Programa Roda Viva, 2000. TV Cultura, in Valente 2001.
SANCHO, J. M; HERNÁNDEZ, F. Tecnologias para transformar a Educação. Porto Alegre: Artmed, 2006.
SANTOMÉ, J. T. Globalização e Interdisciplinariedade: o currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.
SARAIVA, T. O desafio da educação à distância. Relatório do Seminário Nacional de Educação a Distância. Brasília: MEC, p. 30-31, 1994.
SARRAMONA, J. La posibilidad de la educacion técnico, profesional a distancia. Revista de Tecnologia Educativa. Santiago: OEA, v.X, n. 4, p. 221-235, 1988.
SILVA, M. A; SANTOS, E. Avaliação da aprendizagem em educação online. Edições Loyola, 2006.
SILVA, M. Sala de aula interativa. Rio de janeiro: Quartet. 2ª ed. 220 pg. 2001.
SERRÃO, R.M. R. Por entre as telas, um espaço de aprendizagem. "Dissertação de mestrado". Brasília: dez 2001.
SOCIEDADE da informação, nova ordem econômica inclui o Brasil. Jornal do Comércio, Recife: Economia, p. 4. 15 jun. 1997.
SPOSATI, A. Globalização: um novo e velho processo. Desafios da globalização/ organizadores Ladislau Dowbor, Octavio Ianni, Paulo Edgar A. Rezende. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.
STRUCHINER, M. R. Elementos Fundamentais para o Desenvolvimento de Ambientes Construtivistas de Aprendizagem a Distância. Revista Tecnología Educacional, vol. 26 (142), jul/ago/set, 03-11, 1998.
SUÁREZ, J. L. Uso de nuevas tecnologías de información y la reconstrucción del aula. Revista de Educación a Distancia. Centro Nacional de Educación Básica a Distancia. Instituto National de Bachillerato a Distância, Madri: n. 2, p. 59-66, Nov. 1991.
TOFFER, A. Power Shift: Knowledge, wealth and violence at the edge of the 21-st century. New York: Bantam Books. Traduzido para o Português como Powershift: as mudanças do poder, Editora Record. 1990.
TRINDADE, A . R. Fundamentos da Educação à Distância. Panorama Conceitual da Educação e do Treinamento a Distância. Tradução por: José Geraldo Campos Trindade. Brasília: UNB, mar, 1997.
VALENTE J. A. Criando oportunidades de aprendizagem continuada ao longo da vida. Artigo a ser publicado na Revista Pátio. Artes Médicas. Campinas: 2001.
YALLI, J.S. Educação à distância. Tecnologia Educacional. Rio de Janeiro: ABT, v. 22, n. 123/124, p. 37, 41, mar. /jun. 1995.
ZENTGRAF, M. C. Educação à distância e formação e aperfeiçoamento do magistério do,
Magistério.Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro: ABT, v. 18, n. 89/90/91, p. 19-26, jul. /dez.
1989.
Um salto para o futuro. Teleeducação como um meio de capacitação docente. Tecnologia Educacional, Rio de Janeiro: ABT, v. 21, n. 105/106, p. 7-11, mar. /jun., 1992.