Carregando...

DISCIPLINA Listagem de Ementa/Programa

PRÁTICA DE ENSINO EM CIÊNCIAS SOCIAISDISCIPLINA 134627

VER OFERTA

ÓrgãoSOL Departamento de Sociologia
Código134627
DenominaçãoPrática de Ensino em Ciências Sociais
NívelGraduação
Início da Vigência em1991/2
Pré-requisitos SOL 134465 Introdução à Sociologia E
SOL 134473 Teoria Sociológica 1 OU
SOL 134465 Introdução à Sociologia E
SOL 135470 Teorias Sociológicas Clássicas E
SOL 135488 Teorias Sociológicas Marxistas
EmentaInício da Vigência em 2019/2

: A disciplina Prática de Ensino em Ciências Sociais (PECS) constitui matéria obrigatória do curso de licenciatura em Ciências Sociais e tem como objetivo fundamental introduzir e preparar o (a) aluno (a) para a carreira do magistério no segundo grau a partir de dois procedimentos basilares: debates acerca de resultados de pesquisa sobre o ensino de sociologia na escola e discussão sobre a experiência vivida pelos (as) do estágio docente.

ProgramaInício da Vigência em 2019/2

PROPOSTA CONTEUDÍSTICA

O curso será organizado em torno de dois eixos fundamentais: discussões em torno da experiência dos/as estudantes acerca de seus estágios nas escolas e a leitura, compreensão, comparação e discussão de trabalhos recentes sobre ensino de sociologia no contexto escolar, com foco em diferentes abordagens que tratem da reflexividade, da noção de disposições plurais e de competências críticas dos atores sociais que se confrontam e reagem a dispostivos de normatização do ensino de ciências sociais no ensino médio (de alunos/as e professores/as e licenciandos/as). A ideia é traçar uma ponte entre a literatura recente sobre ensino de sociologia na escola, sobretudo no Brasil, e a produção de conhecimento sobre prática e saberes docentes a partir das experiências dos licenciandos/as em sala de aula enquanto indivíduos historicamente e "geograficamente" situados que atuam em registros empíricos plurais. Enfocaremos fundamentos epistemológicos, a relevância da crítica sociológica hoje em estudos sobre educação e prática docente, relações entre instituições e normas, formação de professores de sociologia para o ensino médio, etc.


Objetivo Geral
A disciplina deve oferecer ao (à) estudante ferramentas para formulação de programa da disciplina de sociologia na escola onde atuará como docente de segundo grau, definindo bibliografia básica, delimitando campo de estudo e conceitos fundamentais para ministrar um curso que forneça ao alunato do ensino médio instrumentos básicos para pensar sociologicamente sobre o que chamamos de "sociedade" e seus fenômenos. Em uma segunda frente, a disciplina Prática de Ensino visa a problematização dos diversos saberes circulantes no universo da docência na área das Ciências Sociais, oportunizando a inserção e convivência do/a professor/a-estagiário/a no contexto das instituições de Educação Básica. Incentivar a reflexão sobre temáticas pertinentes ao processo de ensino e aprendizagem, tais como: diferentes concepções de planejamento, aprendizagens e temáticas significativas no âmbito das Ciências Sociais, procedimentos didático-metodológicos e avaliação.

Metodologia de ensino
A disciplina de PECS será ministrada uma vez por semana, às segundas-feiras, das 14h às 17h50 e eventualmente, aos sábados. As aulas envolvem discussão de textos, diálogos com os estudantes sobre a experiência do ensino de sociologia nas escolas e relatos dos estágios docentes empreendidos pelos (as) alunos (as).

O programa será desenvolvido por meio de aulas expositivas, seminários e discussões dirigidas. As aulas serão organizadas da seguinte forma: a professora conduzirá nas primeiras duas horas um debate com o público sobre experiências de ministrar sociologia no contexto escolar em termos de prática de ensino e outras observações. Após um breve intervalo, quatro estudantes encarregar-se-ão de expor, em 60 minutos, textos básicos da literatura atual acerca da prática de ensino de sociologia nas escolas e suas nuances se valendo de suas interpretações acerca dos temas e autores em discussão. Em seguida, será aberto o debate a partir de questões formuladas pela professora e pelos alunos.

Avaliação
As leituras semanais deverão ser rigorosamente cumpridas. O (a) aluno(a) deverá entregar durante o semestre 8 comentários críticos de 1 página sobre textos obrigatórios ou de sua preferência. A assiduidade e a participação do(a) aluno(a) durante as aulas serão também avaliadas na definição de sua menção final.
O conceito final será determinado pelo atendimento aos seguintes requisitos:
" Seminário: 20%;
" Fichamentos de textos básicos indicados pela professora, somando ao todo 8 textos ao final do curso: 20%;
" Relatório de Ensino de Sociologia/Prática Docente no nível Médio, apoiado na literatura e na experiência do estágio docente, sobre situação proposta pela professora a ser entregue na data determinada: 45%;
" Plano de ensino: 15%.

Para o relatório, propomos uma pesquisa que envolve a aplicação das seguintes técnicas de levantamento de dados: grupo focal com estudantes durante o estágio do licenciando sobre o que o alunato pensa sobre o ensino de sociologia no EM; entrevistas semi-estruturadas com os professores da disciplina sobre limites e perspectivas do ensino de sociologia nas escolas; questionário com alunos (as) do EM sobre as condições de aprendizagem, infra-estrutura da escola, professor, recursos materiais e didáticos e conteúdo da disciplina. O relatório a ser entregue deve abarcar os dados dessa pesquisa, as notas do seu diário de campo e as leituras necessárias para desenvolver sua reflexão sobre a sua experiência de ensino de sociologia na escola onde estagiou.

Sobre os Seminários em grupos de quatros integrantes (Realização e avaliação do Seminário)

A atividade do Seminário é obrigatória para todos e todas discentes da disciplina e repousa sobre duas partes: apresentação e um texto/exposição do grupo a ser entregue à professora.

1) Trabalho escrito (entre 5-8 páginas) em grupo
Texto do grupo em torno de uma problemática precisa que se apóia nas questões de educação, em geral e de ensino de sociologia na escola, em específico, levando em consideração abordagens teóricas e metodológicas discutidas no seminário e deve refletir leituras aprofundadas dos textos lidos. Este trabalho crítico dos artigos/capítulos pode estar relacionado a interesses de pesquisa e em experiências docentes dos/as estudantes. (Entrega no dia do seminário)

2) Exposição do grupo (uma hora)
Na apresentação dos/as autores/autoras lidos/as é possível usar suporte de PowerPoint ou distribuição de plano da exposição ao público presente. A estruturação da apresentação dos textos e a articulação das partes devem girar em torno de um eixo problematizado pelo grupo que perpasse os textos lidos.

A organização da apresentação:

1. dados biográficos do autor ou da autora
2. apresentação dos textos e suas respectivas teses
3. críticas, desacordos ou adesões às teses dos autores/das autoras e suas justificações;
4. questões pensadas para serem discutidas com o público presente.


Relatório Final (data final de entrega dia 25 de novembro, segunda-feira) Roteiro do relatório de pesquisa- Prática de ensino
Quando a sociologia vai à escola


A) Introdução

B) Procedimentos Metodológicos

C) Discussão dos resultados do Estágio
C. 1. Conteúdo

1. Descrição da escola
" dados socio-econômicos da região onde està localizada
" tamanho da escola, quantidade de alunos, quantos professores
" historia da escola
" infra-estrutura (salas de aula, espaços de livre circulação, sala de professores, banheiros, sala de informatica, equipamentos disponiveis para ensino - TV, video, projetor e outros)

2. Ensino e saberes dos professores (docentes)
" Dimensão social e cognitiva dos docentes (formação, material didático, didático, programas ministrados em sala de aula, recursos materiais),
" Dimensão institucional (adesão às orientações e bases curriculares para o ensino de sociologia);

3.O alunato: aprendendo Sociologia
Quantos alunos
Relação do alunato com o professor Comprometimento com os propósitos da disciplina

Materiais (documentos); literatura, entrevistas, questionários, observações

D) Considerações finais
E) Referências
F) Anexos (quadros, fotos, roteiros dos instrumentos)

Procedimentos bàsicos para iniciar a PECS nas escolas pùblicas e privadas no DF:





Conteúdo programático

Aula 1. (19/8) Procedimentos básicos para entrada nas escolas do DF e apresentação da disciplina e dos procedimentos da pesquisa exploratoria para confecção do relatorio final da PECS nas escolas.
Pesquisa Exploratória 1 acerca da prática de ensino em Ciências Sociais dos estudantes da UnB
Nesta etapa os (as) alunos (as) levantarão dados primários junto a dois públicos fundamentais: 1) estudantes das escolas de ensino médio que estão cursando a disciplina Sociologia e 2) o professor da disciplina. Os dados buscados dizem respeito à avaliação do ensino de sociologia nas escolas do DF do ponto de vista daqueles que ministram a disciplina e dos estudantes sobre as suas impressões iniciais a respeito da disciplina. A estratégia metodológica aqui adotada envolve: aplicação de questionários "simples" junto aos estudantes do ensino médio, entrevistas semi-estruturadas com os professores da disciplina nas escolas e observação simples das aulas ministradas pelo professor.
Elaboração de roteiro da observação da prática de ensino dos professores de sociologia das escolas selecionadas (conteúdo, didática, relação com os alunos, tempo, recursos materiais, formação do professor, bibliografia, temas ministrados, conceitos, relação do conteúdo com o contexto sócio-cultural do alunato).
" A observação (participante ou não-participante/simples), orientada pelo roteiro elaborado em sala, de uma das unidades do programa executado nas escolas, nas aulas durante o meses de estágio. Partiremos do plano de ensino do professor e das orientações da política nacional para o ensino de sociologia nas escolas (formação do cidadão; sensibilizar para o interesse pelo tratamento sociológico das questões que perpassam a vida em sociedade; despertar para a ciência social ...).
" Focos: o sujeito (quem são os participantes), o cenário (onde estão localizados, infra- estrutura) e o comportamento social (relações sociais desencadeadas entre os sujeitos no cenário observado).
Pesquisa Exploratória 2 acerca da prática de ensino em Ciências Sociais dos estudantes da UnB
O questionário completo dirigido ao alunato do ensino médio terá como espinha dorsal a pertinência de conteúdos ministrados, dificuldades, barreiras, recompensas, satisfação dos alunos (as) em relação à disciplina, uma questão aberta para captar sugestões para melhorar o ensino de Sociologia nas escolas. Aqui, sugere-se que sejam abordados (as)

estudantes que tenham cursado a disciplina sociologia, em 2010. As entrevistas e GF´s com esse grupo devem seguir as mesmas orientações temáticas do questionário.
Ordem sugerida de aplicação dos instrumentos para a coleta de dados:
" Observação em sala de aula (todo o estàgio)
" Aplicação do questionário para alunato do EM
" Entrevista com o professor responsável pela disciplina
" Grupo focal com os estudantes do EM
Aula 2. (26/8)

1) Legislação acerca do ensino de sociologia nas escolas e programas da disciplina de Sociologia no EM do DF
" A inserção das Ciências Sociais no ensino médio, englobando: períodos em que a disciplina é lecionada; currículos e programas propostos pela Fundação Educacional do DF (FEDF); programas e bibliografias propostos e executados pelos professores e métodos de ensino propostos pelos professores. Discussão do quadro normativo.
OBS: O Relatório final deve contemplar a pertinência e compasso entre o quadro normativo desenhado para orientar o ensino de sociologia nas escolas e a realidade com as quais se deparam.
Leitura dos textos:
Notas críticas sobre as Orientações Curriculares Nacionais (OCN's) para o Ensino de Sociologia no Ensino Médio1
Conversa sobre Orientações Curriculares Nacionais (OCN's) Textos disponiveis no (http://www.labes.fe.ufrj.br/)

2) Discussão sobre Pesquisa e Ensino de Sociologia na escola e Aplicação dos instrumentos de coleta de dados e análise dos resultados I:
" questionário para: alunos do EM
" Discussão do roteiro de observação simples: das aulas nas escolas
" Discussão sobre roteiro de GF
" Discussão sobre roteiro de entrevista dirigida ao professor
" Abordagens etnográficas sobre educação. A proposta é apresentar esse campo de discussão a partir de artigos que tratam da abordagem etnográfica em contextos escolares.


Aula 3. (2/9) Discussão sobre pesquisa no ambiente escolar: a força do "olhar" etnográfico como revelador de mundos sociais em suas diversidades e adversidades

Textos básicos para discussão (Seminário I):

CARVALHO, J. S. Teoria e Prática na Formação de Professores. In: Reflexões sobre Educação, Formação e Esfera Pública. Porto Alegre: Penso, 2013. p. 57-73.
FONSECA, Claudia. Quando cada caso NÃO e um caso. Pesquisa etnografica e educaçao. Revista Brasileira de Educaçao, Jan/Fev/Mar/Abr 1999. No 10. pp.58-78.
GUEDES, Simoni Lahud. Por uma abordagem etnográfica dos contextos pedagógicos. IN: Abordagens etnográficas sobre educação: adentrando os muros das escolas. Ed. Alternativa, Niterói, 2014.

Aula 4 (9/9): Questões gerais acerca das desigualdades sociais no contexto escolar e possibilidades de emancipação

Textos básicos para discussão (Seminário II):

BARBOSA, Maria Ligia de Oliveira. Desigualdade e desempenho: uma introdução à sociologia da escola brasileira. BH: Argvmentvm, 2009. Introdução, Caps. 2, 3, 4 e 5.
BOURDIEU, Pierre. A escola conservadora: as desigualdades frente à escola e à cultura. Educ. Rev. 1989, n.10, pp. 05-15.
DUBET. F. O que é uma escola justa? Cadernos de Pesquisa, v. 34, n. 123, p. 539 - 555, set/dez. 2004.
FREIRE, Paulo. Educação e Mudança. 12ª Ed. Paz e Terra, 1979.

Leitura complementar:
MARX, K. Vários capítulos. In: URIA-ÀLVAREZ, Fernando. Karl Marx, Max Weber y Emile Durkheim- Sociologia y educación. Madrid: Edições Morata, 2007, Apresentação (Educar para a cidadania) e pp. 23-39.


Aula 5 (16/9): Educação, experiência e democracia como pilares da escola progressista Textos básicos para discussão (Seminário III):
DEWEY. J. Experiencia y educación. Buenos Aires: Editorial Losada, 1958.
DUBET, F. Sociologia da experiência escolar. Lisboa: Instituto Piaget, 1994. (caps. 3, 4. A escola é uma instituição?, 5. até o tópico "Experiência escolar" e conclusão)
TEIXEIRA, Anísio. Filosofia e educação. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Rio de Janeiro, v.32, n.75, jul./set. 1959. p.14-27.
. A crise educacional brasileira. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Rio de Janeiro, v. 19, n. 50, abr./jun.1953.

Leitura complementar:
ARENDT, H. A Crise na Educação. A crise na educação. In: Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva, 1972. p. 21-53.
FREIRE, Paulo. Educação como Prática da Liberdade. 19. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

Dia 23/9 - começa a semana universitária (não teremos aula), mas o/a estudante deve apresentar comprovação de participação em alguma atividade durante a semana.

Aula 6 (30/9): Questões gerais sobre Juventude e Ensino Médio no Brasil

Textos básicos para discussão (Seminário IV):

DAYRELL, Juarez, CARRANO, Paulo, MAIA, Carla Linhares. Juventude e ensino médio: diálogo, sujeitos, curriculos. BH: Editora UFMG, 2014. Textos:
" Juventude e ensino médio: quem é este aluno que chega à escola
" Jovens no ensino médio: projetos de vida e perspectivas de futuro
" Jovens no ensino médio: qual o lugar do trabalho?
" Tecnologias digitais e juventude ciborgue: alguns desafios para o currículo do ensino médio
" Ciência, tecnologia e educação: promovendo a alfabetização científica de jovens cidadãos
" Ser aluno: um olhar sobre a construção social desse ofício

Aula 7 (7/10) Questões gerais sobre novas tecnologias e mediação pedagógica Textos básicos para discussão (Seminário V):
MORAN, José Manuel, MASETTO, Marcos T., BEHRENS, Marilda Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas, SP: Papirus, 2013. Textos:
" Ensino e aprendizagem inovadores com apoio de tecnologias
" Mediação pedagógica e tecnologias de informação e comunicação
VERSUTI, Andrea C., BERALDO, Rossana, GOSCIOLA, Vicente. Formação de professores: transmídia, conhecimento e criatividade. Recife: UFPE, 2014.
" A construção de narrações na escola: um convite e práticas de escrita com crianças e jovens através de diferentes mídias
" Construção de conhecimento teórico-práticos em atividades formativas mediadas pelo uso de plataforma pelo uso de plataforma de aprendizagem online

Aula 8 (14/10): Discussão de textos sobre Ensino de Sociologia nas escolas I: debate epistemológico sobre a relevância intelectual da disciplina
Textos básicos para discussão (Seminário VI):


Ciência e Ideologia na Prática dos Professores de Sociologia no Ensino Médio: da neutralidade impossível ao engajamento indesejável, ou seria o inverso?
Amaury Cesar de Moraes

Campo Científico-Acadêmico e a Disciplina de Sociologia na Escola
Célia Elizabete Caregnato, Victoria Carvalho Cordeiro

O Ensino de Sociologia como Problema Epistemológico e Sociológico
Juarez Lopes de Carvalho Filho

PDF




PDF



PDF

LAHIRE, B. Viver e interpretar o mundo social: para que serve o ensino da Sociologia? Revista de Ciências Sociais, Fortaleza, v. 45, n. 1, jan/jun, 2014, p. 45-61.

21 de outubro - Começo da semana da Anpocs

Aula 9. (28/10): Discussão sobre Ensino de Sociologia nas escolas e formação docente Textos básicos para discussão (Seminário VII):
LEAL, Sayonara. Dispositivos de normatização do ensino de sociologia na escola: formação e saberes docentes de licenciandos em ciências sociais no distrito federal. Educ. Soc., Campinas, v. 38, nº. 141, p.1075-1099, out.-dez., 2017.
DUBET, F. Quando o sociólogo quer saber o que é ser professor: entrevista com François Dubet. Revista Brasileira de Educação, n. 5, p. 222 - 231, jul/ago. 1997. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/scielo.php?pid=S1413-24781997000200018&script=sci_arttext> Acesso em 22 nov. 2014.
HANDFAS, Anita; MAÇAIRA, Julia Polessa (Orgs.). Dilemas e perspectivas da Sociologia na educação básica. Rio de Janeiro: Faperj, 2012.
" Formação dos professores de Sociologia: um debate em aberto
" Algumas reflexões acerca da formação de professores de Sociologia a partir de dados estatísticos e trajetórias pessoais
" Professor regente e licenciandos no estágio supervisionado da prática de ensino: quem aprende com quem?
Leitura complementar:
HANDFAS, Anita; OLIVEIRA, Luiz Fernandes de (Orgs.). A sociologia vai à escola: história, ensino e docência. Rio de Janeiro: Faperj, 2009. Desafios para implementação do ensino de sociologia nas escola média brasileira (Amaury César Moraes).

Aula 10. (4/11) Discussão de textos sobre Ensino de Sociologia nas escolas II: relação entre orientações curriculares e temas polêmicos
Textos básicos para discussão (Seminários VIII):



Educação Antirracista: tensões e desafios para o ensino de sociologia
Luiz Fernandes de Oliveira
O Ensino Sociológico nos Estabelecimentos de Ensino Médio: entre problemas sociais e sociologia acadêmica
Elisabeth Chatel, Gérard Grosse

La Sociología está Pasada de Moda? Una discusión sobre la enseñanza de sociología en la escuela media en Argentina: docentes, estudiantes y propuesta curricular
Diego Pereyra, Claudia Pontremoli

PDF



PDF



PDF

MENEZES, Elisângela Ferreira; ANDRADE. Rafael Ademir Oliveira de Andrade. REFLETINDO O ENSINO DE SOCIOLOGIA E A QUESTÃO DE GÊNERO: experiências, currículo e formação

docente. Revista Café com Sociologia. V.6, n. 1. p. 173-187, jan./abr. 2017.


Aula 11 (11/11): Discussão sobre prática docente da disciplina Ensino de sociologia nas escolas nos estados brasileiros
Textos básicos para discussão (Seminário IX):
HANDFAS, Anita, MAÇAIRA, Julia Polessa, FRAGA, Alexandre Barbosa. Conhecimento escolar e ensino de sociologia: instituições, práticas e percepções. Rio de Janeiro: 7Letras, 2015.
" A juventude e o ensino de sociologia: as percepções de alunos da rede pública do Rio de Janeiro
" Sociologia e ensino no Ceará: novas perspectivas sobre o ensino da disciplina na escola média
" Curriculo escolar e ensino de sociologia no Paraná
" Uma análise sobre o Currículo do Estado de São Paulo para o ensino médio

" PRESENÇA DA SOCIOLOGIA NO E. M. DAS ESCOLAS PÚBLICAS DA CIDADE DE MACAPÁ
- 2010
AUTOR(ES): Fernando Castro Amoras



Aula 12. (18/11): Ensino de Sociologia nas escolas do DF: limites e perspectivas Textos básicos para discussão (Seminário X):
1. Reflexões sobre representação social da Sociologia a partir da visão dos estudantes do Ensino Médio do DF (Tauvana Yung, Bruno Borges, Vinícius Corbucci, Natalia Silveira (Departamento de Sociologia, UnB).

2. O ensino de sociologia em contextos diversos: um olhar sobre a Educação de Jovens e Adultos no Distrito Federal (Lygia Bitencourt, Guilherme Borges, Sarah Tavares, Maria Laura Correa Brochado, Samuel Araújo (Departamento de Sociologia, UnB).

3. Faça o que eu digo, mas não faça o comum: uma reflexão acerca da prática etnográfica em sala de aula. (Antonádia Borges, Ana Cecília Dias Ferreira, Bernardo Peixoto Leal Ferreira Silva, Gabriela Cunha dos Santos e Ayla Viçosa (Departamento de Sociologia, UnB).

4. LEAL, Sayonara; YUNG, Tauvana. Por uma sociologia do ensino de sociologia nas escolas: da finalidade atribuída à disciplina à experiência social do alunato. Estudos de caso no Distrito Federal. Soc. Estado., Brasília , v. 30,n. 3,p. 773-796,Dec.2015. Available from
. access on 22 Feb. 2016.

Aulas 13, 14, 15 (25/11, 2 e 9/12) Proposta de um programa para sociologia, com bibliografia, método de execução e avaliação
" Levando em consideração as observações dos estudantes das escolas, dos universitários e suas constatações ao observarem a sala de aula, construir um plano de ensino voltado para estudantes das escolas. Como recurso de coleta de dados dos

procedimentos anteriores, incluir no questionário para os alunos de EM, a questão sobre temas e abordagens promissores para cumprir o objetivo da disciplina e levar isso em consideração na montagem da sua proposta e defendê-la dentro de uma concepção sua sobre o que no ensino da sociologia deve ser contemplado para que a disciplina cumpra, de fato, seu papel de formação.
" Resultado desta etapa: apresentação oral e escrita do programa.
" Encontros: para discussão e apresentação das propostas de programas dentro de um quadro geral normativo e reflexivo sobre a relação entre as orientações normativas, o modelo de Ensino da disciplina de Sociologia adotado pelas escolas, as observações dos sujeitos envolvidos e suas contribuições.
Resultado final: 16/12

BibliografiaInício da Vigência em 2019/2

BAUMAN, Z. Aprendendo a pensar com a sociologia. Rio de Janeiro: Zahar, 2010. WILSON, John. Pensar com conceitos. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
" Quando o sociólogo quer saber o que é ser professor
" A sociologia no ensino médio: os desafios institucionais e epistemológicos para a consolidação da disciplina
" Licenciatura em ciências sociais e ensino de sociologia: entre o balanço e o relato
" A Imaginação Sociológica: desenvolvendo o raciocínio sociológico nas aulas com jovens e adolescentes
Textos disponiveis: (http://www.labes.fe.ufrj.br/)