Carregando...

DISCIPLINA Listagem de Ementa/Programa

FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASILDISCIPLINA 132039

VER OFERTA

ÓrgãoECO Departamento de Economia
Código132039
DenominaçãoFormação Econômica do Brasil
NívelGraduação
Início da Vigência em2003/2
Pré-requisitosDisciplina sem pré-requisitos
EmentaInício da Vigência em 2001/2

O curso de Formação Econômica do Brasil tem por objetivo dar uma perspectiva histórica da economia brasileira. Procuraremos abordar a história econômica do país enfatizando as diferentes interpretações que foram desenvolvidas sobre a mesma, de forma que o aluno possa ter uma visão crítica sobre o processo de desenvolvimento econômico brasileiro. Nossa análise inicia-se com o período colonial e estende-se até o processo de industrialização por substituição de importações

ProgramaInício da Vigência em 2001/2

Introdução
Apresentação do curso, discussão sobre ideologia e economia.

1ª Unidade

A Economia Brasileira no Período Colonial
1.1. A Expansão Européia
1.2. A Colonização Portuguesa
1.3. A Situação Colonial
1.3.1. Características do Empreendimento
1.3.2. A Economia Açucareira
1.3.3. A Atividade Criatória
1.3.4. A Mineração
1.4. A Economia Brasileira no Final do Período Colonial

2ª Unidade

A Economia Brasileira Após a Independência
2.1. A Tendência Declinante do Nível de Renda na Primeira Metade do Século XIX
2.2. O Desenvolvimento Industrial Europeu, suas Repercussões sobre a Política Colonial. Abertura dos Portos. O Tratado de 1810.

3ª Unidade
A Expansão do Café
3.1. O Surgimento do Café
3.2. A Expansão Após a Independência
3.3. Consolidação da Economia Cafeeira
3.4. Café, Trabalho Escravo e Trabalho Assalariado
3.5. A Crise da Economia Cafeeira, Mecanismos de Defesa do Sistema Econômico. O Convênio de Taubaté e a Política de valoração do café.
3.6. A Crise de 1929 e a Situação da Economia Cafeeira

4ª Unidade
Algumas Considerações sobre o Crescimento industrial antes de 1930: Controvérsias.
4.2. A Grande Depressão e a Industrialização Brasileira.
4.3. Características da Industrialização Brasileira
4.4. Considerações sobre a Transição do Modelo Primário Exportador ao Modelo de Substituição de Importações.

BibliografiaInício da Vigência em 2001/2

Cano, W., Raízes da Concentração Industrial em São Paulo, São Paulo, T. A. Queiroz, 1981.

Chauí, M., O Que É Ideologia. 30ª Edição, São Paulo, Brasiliense, 1989.

Dean, W. A Industrialização de São Paulo. São Paulo, Difusão Européia, 1971.

Deyon, P., O Mercantilismo. Editora Perspectiva, São Paulo, 1985.

Fishlow, A., “Origens e Consequências da Substituição de Importações no Brasil” in Versiani, F.R. e Barros, J.R., Formação Econômica do Brasil: A Experiência da Industrialização, São Paulo, Saraiva, 1977.

Furtado, C., Formação Econômica do Brasil. São Paulo, Ática, 1987.

Gorender,J., O Escravismo Colonial, São Paulo, Ática, 1978.

Ianni, O., Raças e Classes Sociais no Brasil, São Paulo, Brasiliense, 3ª Edição, 1987.

Leff, N., “Uma Perspectiva de Longo Prazo do Desenvolvimento e Subdesenvolvimento Brasileiro”. Revista Brasileira de Economia, Vol. 26, n. 3, Jul/Set, 1972.

Novais, F.A., Estrutura e Dinâmica do Sistema Colonial. Lisboa, Livros Horizonte, 1975.

Prado Jr., C., A Formação do Brasil Contemporâneo. São Paulo, Brasiliense, 22ª Edição, 1992. Cap. 1: “Sentido da Colonização”; Cap. 8: “Agricultura de Subsistência”; Cap. 9: “Mineração”; Cap. 10: “Pecuária”, Cap. 11:”Produções Extrativas”; Cap. 12: “Artes e Indústria”.

Suzigan, Wilson. Indústria Brasileira; Origem e Desenvolvimento. S. Paulo: Brasiliense, 1986. Seção 1.3.1 : “A Gênese do Capital Industrial e o Encilhamento: 1886-1894”.

Versiani, Flávio R. "O Economista como Historiador" (resenha de Formação
Econômica do Brasil, de Celso Furtado.). Ciência Hoje 10(60):51-53, dez. 1989.

Versiani, Flávio R. “Escravidão no Brasil: uma Análise Econômica” (trad. por Fábio S. Oliveira de “Brazilian Slavery: Toward an Economic Analysis”. Revista Brasileira de Economia 48(4):463-478, dez. 1994).


Versiani, Flávio R. e Versiani, Mª Teresa R.O. "A Industrialização Brasileira antes de 1930: uma Contribuição". Em: F.R. Versiani e J.R. Mendonça de Barros (orgs.). Formação Econômica do Brasil: a Experiência da Industrialização. S. Paulo: Saraiva, 1977.